Você sabe como controlar a inadimplência do seu negócio?


Como vimos em nosso último conteúdo, a inadimplência faz parte de todo negócio. Afinal, vender produtos ou serviços através de parcelamento ajuda a ganhar o mercado e a aumentar as vendas. O efeito colateral disso são os não pagamentos das parcelas vencidas.

Entretanto, correr esse risco é necessário para alcançar novas pessoas e garantir a elas o direito de realizar diferentes procedimentos odontológicos em sua clínica: mesmo que não tenham, por exemplo, um alto limite de crédito em seu cartão. Mas, e agora, como você pode fazer para controlar a inadimplência e aumentar as suas vendas?

Como controlar a inadimplência e aumentar as suas vendas

Seguir vendendo, oxigenando a sua carteira com novos pacientes e ter um controle da inadimplência da sua clínica são fatores fundamentais para garantir a saúde financeira do seu negócio. Para isso, alguns pontos são essenciais, como veremos a seguir.

1. Tenha um controle de todos os pagamentos 

Isso parece óbvio, não é mesmo? Entretanto, muitos acabam deixando de receber por não terem um bom controle financeiro de quanto tem para entrar no caixa nos próximos meses. Por conta disso, acabam perdendo prazos de recebimento e até mesmo deixam que cobrar os pacientes inadimplentes.

Esse controle é essencial não apenas para você saber quanto vai entrar mensalmente no seu caixa, mas também é uma forma simples de elaborar relatórios para facilitar o trabalho de cobrança.

2. Saiba medir a inadimplência

Como já explicamos em outro conteúdo, é essencial saber medir a inadimplência para entender como está o seu caixa e, principalmente, qual a sua porcentagem de inadimplência.

Essa é uma fórmula simples, entretanto, você deve considerar os títulos vencidos entre o período de 90 a 180 dias para esse cálculo (mas também pode escolher o período que desejar, como de 30 a 60 dias, por exemplo). Para saber mais sobre o assunto, você pode conferir em Como medir a inadimplência do meu negócio?

3. Negocie um plano de liquidação

A verdade é simples: ninguém gosta de ficar devendo e, provavelmente, poucos se tornam inadimplentes porque querem. Muitas vezes, algo deu errado no planejamento financeiro da pessoa para que isso acontecesse, ou até mesmo ela simplesmente esqueceu de pagar.

Independente do motivo, é importante apresentar um bom plano de liquidação. Ao entrar em contato com o paciente, e após entender o motivo da inadimplência, você pode pedir para que ele envie a solicitação de um novo prazo de pagamento. Caso seja necessário parcelar a dívida, é possível acrescê-la de juros, corrigindo assim eventuais perdas financeiras e custos operacionais decorrentes do processo de cobrança.

4. Analise o crédito antes de parcelar

Essa é uma dica importante: você sempre deve realizar uma análise de crédito antes de parcelar. Está com dúvidas sobre como fazer isso? Com certeza não será analisando a roupa ou o carro do paciente.

Isso pode ser feito através do uso de ferramentas especializadas, como a que a QuickCheck oferece. Nela, você consegue entender melhor quanto o paciente pode pagar por mês, além de dizer o número de parcelas ideal para isso. 

Dessa maneira, através do preenchimento de alguns dados, é possível oferecer ao paciente a melhor oportunidade de pagamento para ele.

5. Aumente sua receita 

Agora que você já sabe como trabalhar a inadimplência e a importância do parcelamento, saiba como podemos lhe ajudar a aumentar as suas vendas e, consequentemente, a sua receita.